="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js">
 
Buscar
  • Ivan Kleber

Mulher leva sete tiros, é socorrida e morre no Hospital Municipal de Valparaíso (HMV).




Foi volta das 19h40 deste domingo 09/05 que a polícia militar tomou conhecimento de uma mulher vítima de vários disparos de arma de fogo na Rua Maranhão quadra 15 do setor de chácaras anhanguera C Valparaíso.


A polícia militar, se deparou com uma equipe do corpo de bombeiros prestando socorro para a vítima já inconsciente no chão ao lado de sua moto, perguntado aos populares ambos informaram que somente ouviram cerca de cinco a seis tiros e quando correram para ver, a vítima estava caída, ela chegou a ser levada para o (HMV) hospital municipal de Valparaíso de Goiás onde veio a Óbito com sete disparos espalhados pelo corpo.


A moto em que a vítima se encontrava foi entregue a uma amiga da família como consta em ocorrência policial, que depois foi repassada ao filho da vítima, a mulher foi identificada como Elidiane de Almeida Leitão de 40 anos, Com a chegada dos policiais civis, eles tomaram conhecimento Que a vítima era usuário de drogas e convivia com pessoas de má índole, para surpresa, a mulher também foi identificada com o alcunha de Queiroz.


No local foi descoberto que Elidiane, teve envolvimento na morte do motorista de aplicativo (Geraldo) encontrado morto no porta malas do carro, ela escondeu Higor autor da morte em sua casa, como era mototaxista deu fuga levando o autor para fugir indo para minas onde foi preso.


Aos policiais, chegou a informação que a vítima alugava Sua casa para o ex presidiário por nome de Luiz, e que segundo informações, o convívio dos dois não estava legal, dias atrás ouve uma confusão entre ambos, deixando Luís como um suspeito da execução.


O homicídio foi registrado na segunda delegacia de Valparaíso e será repassada ao grupo de investigação de homicídios GIH de Valparaíso.

84 visualizações0 comentário