="//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js">
 
Buscar
  • Ivan Kleber

Muita cachaça e pouca oração, assim o Papa Francisco falou que o Brasil não tem salvação.




Quando o padre João Paulo Souto Victor viajou a Roma para fazer um mestrado sobre a influência das redes sociais na formação da consciência cristã, ele não imaginava que o final de seu período na capital italiana seria com um vídeo dele próprio viralizando na internet.



Nesta quarta (26), após o fim da audiência geral no Vaticano, o religioso da diocese de Campina Grande (PB) encontrou o papa Francisco e pediu uma bênção aos brasileiros. De forma descontraída, o pontífice abriu um sorriso e disparou: “Vocês não têm salvação. Bebem muita cachaça e rezam pouco”.


O vídeo, gravado por um colega, rapidamente ganhou força nas redes, e a repercussão assustou o padre, tamanha a quantidade de mensagens que recebeu. “Estou surpreso e feliz, porque foi uma experiência única. Olhar nos olhos do papa, ver seu semblante tranquilo, o sorriso afetuoso”, disse por telefone João Paulo, para quem a declaração demonstra a capacidade de Francisco de nos surpreender.


O padre brasileiro de 37 anos está na Europa há um ano e oito meses, e o encontro desta quarta marcou o fim do período dele na capital italiana, após estudar teologia moral na Academia Alfonsiana de Roma. O contato com o pontífice argentino foi espontâneo, sem preparação, afirma ele, que definiu o momento como um sonho realizado. “Depois de brincar ele fez o sinal da cruz na minha testa”, conta.


“Sempre digo que o papa tem um afeto imenso pelo Brasil. Ele sempre se dirige ao país com palavras positivas. A palavra do papa é sempre de ânimo e encorajamento.”


Ainda que Francisco tenha brincado com a quantidade de cachaça e de orações dos brasileiros e diga, em tom descontraído, que o Brasil não tem salvação, a posição do pontífice está distante da opinião da população do país, de acordo com levantamento recente do Datafolha.

3 visualizações0 comentário